Uncategorized

Causo da Rosinha do Agreste

Bom meninas, faz tempo que venho aqui para ler o que vcs escrevem pois as historias são bem parecidas com as minhas. Namorei 12 anos antes de casar (casada há um ano) e eu sempre percebi que minha sogra era controladora e ciumenta mas meu marido, na época namorado não dava espaço pra ela, só que depois que casamos ele mudou, nunca foi de ligar pra ela quando viajávamos agora a primeira coisa que faz é mandar um whatsapp, nunca foi de conversar muito, chegava cansado e ia pro quarto dele assistir tv, agora vai na casa de TODOS os dias, no começo do casamento como o trabalho dele era perto da casa dela ele ia la tomar café da manhã e almoçava, até que eu descobri dei uma de loca e ele parou, mas só com o café o almoço ia la pq nunca gostou de marmita, até ai tudo bem pq eu tambem não gosto, mas ele estáva desempregado, começou tem 1 semana a trabalhar, e ele ia la pq dizia que não tinha o que fazer, entregava curriculo de manha ia la almoçar e por la ficava até a hora que eu fosse chegar em casa. Minha sogra mudou completamente comigo, sempre fazia comidas que eu gostava, sempre estava me agradando e puxando papo, ela simplesmente mudou, nunca me convida pra ir la almoçar, não manda mais mensagens de aniversario, esses dias falou que era melhor não termos filho pq o mundo esta horrivel para colocar criança, sendo que antes pedia neto todo dia. O que eu quero saber é o seguinte, sogra desse tipo tem aos montes e a minha como a de vcs não vai mudar mas o caso é meu marido, virou um banana, chega fds que eu quero ver minha mae a gente tem que passar na dele também, sendo que ele passou la todos os dias da semana, ontem briguei com ele de novo, não sei mais o que eu faço, uns falam pra eu não falar nada e não ligar que ele para, mas não consigo, que apego é esse que nasceu nele depois de casar? as vezes me da até nojo!

Anúncios

6 comentários em “Causo da Rosinha do Agreste

  1. Infelizmente seu marido ainda não cortou o cordão umbilical com a família dele. Pra mudar isso vc tem que Conversar. Não fique brigando mas Exponha seus sentimentos. Mostre vídeos do YouTube sobre casamento, onde falam que, para um casamento feliz, o casal deve ter uma independência emocional e financeira.
    Ja em relação ao fds, se ele quiser ir na casa dos pais dele, mande ele ir sozinho. E vá vc para a casa dos seus pais. Vc tem que ter mais atitude com seu marido. Ninguém merece homem banana.

    1. Acaba acontecendo isso mesmo, ele quer ir eu falo que não vou e ai brigamos, pq ele vai na casa dos meus pais então quer q eu vá na deles tb, eu agurmento que não tem necessidade pois ele ja os viu a semana toda mas infelizmente ainda não adianta =/

  2. Rosinha,

    Se você for procurar alguns causos mais antigos aqui no blog, vai achar relatos semelhantes ao seu, de namoradas / esposas cujos parceiros tinham um relacionamento distante, até mesmo frio com os pais, parceiros nos quais a mudança de endereço e de estado civil provocou uma espécie de milagre às avessas: magicamente, sogro e sogra passaram a ser as pessoas mais importantes na vida desses benditos, assumidamente frágeis e desprovidos de capacidade de raciocínio. O super-filho, do dia para a noite, decide que os pais não podem – mais, NÃO CONSEGUEM – viver sem ele e faz a mesma coisa que o seu marido está fazendo.

    Esse apego, que com toda a razão você está achando estranho, ainda vai te trazer muita dor de cabeça. O que mais me preocupa, da sua história toda, é que o marido teve 12 anos para se acostumar com a ideia de que sairia de casa e formaria uma nova família contigo. Mais de uma década é o suficiente para processar a situação e ficar bem com essa decisão. Ele não é menino de vinte e poucos anos que foi pego de surpresa pela gravidez da namorada ou coisa assim.

    O quê fazer para mudar essa situação? Conversar com ele, abertamente, sem rancor, sem acusações e, principalmente, PREPARADA para o que possa ouvir. Talvez ele tenha adotado esse comportamento por algum motivo de que você não vá gostar nem um pouco.

    Não espere que isso mude do dia para a noite e também não espere que ele reconheça que as atitudes dele são despropositadas e infantis.Tenha paciência, mas não seja capacho. Se perceber que será para sempre assim, recomece a sua vida. Não pense no tempo decorrido do relacionamento como um investimento que você não pode perder de maneira alguma; o tempo teria passado de qualquer maneira, com ou sem ele.

    Boa sorte.

    1. Otimos palavras, vou ser um pouco mais firme com ele, se não eu que não vou aguentar isso se me faz mau e me deixa triste. Obrigada

      1. Olha, Rosinha, eu não que esse seja o momento de ser “firme”. Acho que é hora de você se desarmar, sentar no sofá com ele e perguntar “o que é que está acontecendo? Por qual razão você tem feito essas coisas?” e REALMENTE ouvir a resposta, seja ela qual for. Não vai adiantar de nada chegar firme, se impondo sobre uma situação cujos motivos você desconhece. Moça, doze anos não são doze dias; para isso estar acontecendo, ele deve estar com os sentimentos realmente confusos. Ouça o que ele tem a dizer, de coração aberto, e só então tome uma decisão sobre como agir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s