Uncategorized

Causo da Quase Noiva

Minha história é a seguinte. Sou noiva há mais ou menos 1 ano. Planejamos nos casar quando ele voltar a morar na mesma cidade que eu. Porém, adivinhem oq está atrapalhando…a familia. Gosto de todos. Mas vejo que eles são extremamente dependentes do meu noivo. Vcs podem pensar que estou sendo egoísta, mas não…Todos os irmaos, pai, mãe, sogro (aposentado), e cunhados trabalham. Minha sogra tem um cargo ótimo num tribunal da cidade. Não ganha menos de 10mil ( fiz questão de colocar o salário p frisar que minha sogra ganha mesmo muito bem rsrs). Mesmo com toda a estabilidade. Eles sempre pedem dinheiro para o meu noivo. Sempre tem alguma prestação para dividir com a irmã (que tem marido), tosa dos dois cachorros da outra irmã( essa também é casada, marido empregado)viagem com mãe e irmão no início do ano . Fiquei com ódio quando soube da viagem, ele pagou passagem para todos e ainda levou o irmão que estava desempregado. Ele disse que não faria mais isso. Só que eu não estou confiando mais. O irmão do noivo tem quatro filhos…filhos que estão vindo do interior para estudar na capital ( desconfio que o meu digníssimo ajuda a sustentar as criaturas e também a pagar faculdade ). Gente, eu já conversei com ele sobre essa situação. Ele sempre escuta e concorda comigo, porém eu não o vejo tomar uma atitude. Passa o tempo e lá está ele , novamente, custeando alguma coisa p eles. Dia desses a sogra sugeriu que a gente morasse na casa da familia. Ele nunca terá nada enquanto estiver perto deles. Enfim…essa situação me deixa extremamente preocupada. Principalmente, pq eu já conversei com ele várias e várias vezes. Penso seriamente em desistir de tudo.
Essa é a minha história.

Anúncios

33 comentários em “Causo da Quase Noiva

  1. Olha! Meu problema tb é esse. A família do meu marido é totalmente dependente dele. A mãe é viúva e parece que ele é casado com ela. Nos sempre conversamos sobre isso, ele parece entender meu lado, mas não consegue desfazer esse vínculo errado. Depois que casamos piorou. Parece que a velha quer competir comigo. Se eu tivesse visto isso antes talvez não casaria. Estava namorando até hj pq ele é uma ótima pessoa

  2. Como disse a X, o problema é ele.

    Aqui era a mesma coisa: a cota da mãe folgada abarcava o mundo. O pobre não tinha nem roupa. A mãe tinha um cartão e torrava tudo.

    Cortamos tudo isso ANTES de PENSAR em morar junto. Minha sogra não mudou nada: continua mendigando. Mas, ele mudou. Isso que me deu tranquilidade pra planejar e gastarmos juntos.

    Ainda assim, ele paga plano e saúde e telefone/internet da mãe. Um dia, disse pra eu economizar não sei o quê porque tava pesado. E eu: Olha, eu não vou me privar. Você paga contas da casa que você nem mora, peça a eles lá que dividam com você ou que economizem. Eu? Eu só depois que cada um pagar suas próprias coisas…

    Pronto. Agora se aperta, mas não vem com nenhum pedido desse.

  3. Quase noiva,

    Antes de fazer um comentário, gostaria de saber: ele é mais velho que você? Algo como uns dez, quinze anos?

    1. Sim. Ele é mais velho.
      Tem 35 anos e eu 26.
      As vezes penso que as ex dele também possam ter percebido essa relaçao de dependência. Viram isso e pularam fora rsrsrs.
      Detalhe: ele já é noivo pela segunda vez.

      1. Pois é, moça…

        Talvez você não goste do que eu tenha para dizer, mas vamos lá:

        NÃO, ELE NÃO VAI MUDAR.

        Essa é a primeira coisa que você tem que ter em mente ao tomar uma decisão que vai afetar o curso da sua vida daqui por diante: ele é o que é, e não vai mudar.

        A segunda coisa é que ELE NÃO CONCORDA COM VOCÊ. Ele apenas disse que sim para evitar discussões, mas não acredita de verdade que ser o salvador da família seja uma coisa ruim, tanto que não parou de ajudá-los.

        A terceira coisa é que ele te vê como mais uma, como “café-com-leite”, por ser mais nova e por provavelmente ganhar menos. Você é jovem, e bonitinha e ele está te tratando feito uma boba, falando uma coisa e fazendo outra, por não ter medo de te perder. Afinal de contas, se você encrespar e for embora, ele pode arranjar uma nova namorada facilmente, como já fez antes.

        Aos 35 anos – e eu digo isso com propriedade, pois também tenho essa idade – nós já estamos cientes de qual é o nosso lugar no mundo, no trabalho, na família. A rotina se torna confortável, as dinâmicas de interação com aqueles que nos cercam já estão estabelecidas, e as opiniões são beeeem firmes. Se você é lesado nessa altura do campeonato, e tem as prioridades bagunçadas, só um milagre vai te transformar em uma pessoa decente. Entenda isso e não perca tempo. Você já deu todas as chances, teve todas as conversas que podia ter tido sobre esse assunto e NADA ACONTECEU. Precisa de mais provas de que está remando em uma canoa furada, que não vai chegar a lugar algum?

        Boa sorte na sua jornada.

    2. Existe uma frase que ele sempre falava no início do namoro. – as minhas irmãs adoram vc, elas não sentem ciúmes. Eu perguntei: -mas oq eu tenho de diferente das outras? Hoje a resposta que ronda a minha mente é: – Será que elas acham que eu sou trouxa a ponto de deixar que ele continue bancando os luxos alheios. Gente, que tortura!

      1. Moça, elas gostavam de você do mesmo jeito que se gosta de uma criança, de um bichinho bonitinho que não oferece perigo algum, que não vai mudar nada na vida delas. Se ele aparecesse com uma mulher mais velha, cheia de “títulos” e com um daqueles empregos fodões, a reação seria bem outra. Seria guerra declarada.

        1. Minha sogra gostava muito da ex que ele enrolou por uns oito anos. Ela não trabalhava. E fazia tudo pra agradar. Incentivava ele ajudar a mãe como forma de ganhar simpatia. Era mais nova que eu, claro (mas, mais velha do que ele). Não achava ruim o Fofo viajar uma vez com ela e outra com a mãe, sair um dia com ela e outro com a mãe.

          Aí eu cheguei com os dois pés no peito da velha: cortei cartão, obrigação de viajar e levar pra jantar, cortei a porra toda. Ganho minha grana e faço ele gastar a dele (com ele, inclusive). Que hoje anda bonito, cheiroso e alinhado e não o trapo que era antes. E foi no meu mandato (rs) que ele reformou a casa da velha como forma de “adeus-essa-é-minha-ultima-ajuda-nessa-casa-porque-vou-ter-a-minha-vida”.

          Pergunta pra ela qual ela prefere….

          1. Cruela,

            Muitos choros, muitos abraços de “eu te amo, meu filho, você é minha vida, só tenho você nesse mundo, meu marido é mal, seu irmão não gosta de mim” e etc que nunca havia acontecido antes na vida

            Teve simulação de doença, teve muita manha. Depois, tentou mudar de tática: ai, seu irmão me leva pra todo lugar, ai amo a namorada dele, ah, ela é fofa… rs

            Mas, me mantive firme e transmiti isso ao Fofo. Não deixei de planejar e realizar com nossa grana. Não era justo ele trabalhar tanto e viver como miserável. Menos justo ainda era EU que não tinha nada a ver com isso passar por privações por causa da mãe dos outros.. nem…

        2. Deve ser por isso que elas gostam tanto da cunhada delas. Uma sonsa que tem 4 filhos. Não tem voz ativa para nada. E está feliz pq a sogrinha fez casa p ela. E também pq está mandando os filhos estudarem na capital às custas dos tios trouxas.
          Que ódio daquela gente.
          Estou aguardando a volta do digníssimo (que viajou adivinhem para onde: casa da família no interior. Lugar em que ele será explorado novamente). Outra coisa que me deixa p… De raiva é que a mãe dele sempre ajudou os outros filhos. Mas eles nunca trouxeram retorno para a velha. O meu noivo correu atrás de tudo sozinho. Tanto é que ele é o filho mais bem sucedido. Essas são palavras dele. Eu não estou inventando.

          Muito obrigada por todas as palavras. Vcs me ajudaram a ver com mais clareza a minha situação. Agradeço de todo o coração.

          1. Quase Noiva,

            Não tenha ódio dessa família. Eles não tem nada a ver com você, e nem querem.

            O seu namorado NÃO ESTÁ SENDO EXPLORADO, ele abraçou o papel de salvador dos parentes e está muito feliz e realizado com isso. Se não estivesse, ele seria o primeiro a mudar a situação.

            O seu lugar dentro disso tudo, o seu papel? Você não tem nenhum. Nem você e nem qualquer outra mulher que tente mudar essa dinâmica. É simples: ou você aceita que vai se casar para sustentar os outros e passar raiva para sempre, ou cai fora. Não tem meio-termo nessa história. Dói saber disso? Pra caramba. Quando você enxergar isso de verdade, vai chorar, passar mal, ter crises de fúria e se lamentar pelo “tempo perdido”. Mas passa. Sempre. O que não passa, o que permanecerá inalterado, será o acesso da família à carteira dele.

            Pense bem se é isso que você quer para a sua vida.

          2. Chorosinha, tudo isso oq vc disse é verdade. Essa situação de sustentar a parentada já está tão cômoda, que eu percebo que ele não mais se importa em esconder de mim que ajuda o povo. Eu estou remoendo calada por estar cansada de falar e falar.
            E ele insiste em dizer que todos me adoram kkkkk. Sinto que uma das cunhadas faz questão de sutilmente me alfinetar. Outro dia ela disse: -vc está aí? Ainda bem que eu não estava falando mal de vc. Minha vontade foi dizer: -nossa, quer dizer que vc fala mal de mim. Fiquei chocada com isso.
            Digo que tenho ódio da família dele, mas agora estou percebendo que o meu ódio é por ele. Um palerma que está acomodado com tudo.

  4. Esse é o problema…
    Eu não quero casar e ver esse problema virar uma bola de neve.
    Ultimamente, oq tem me irritado mesmo é o fato de ele concordar comigo, mas não tomar uma atitude concreta. Cheguei num ponto que não consigo mais confiar nele. Cheguei no limite.
    Se fossem pessoas que necessitassem, mas não é o caso.
    Sinto-me uma completa idiota, chegando a pensar que a família dele acha que sou trouxa.
    Força, colega!

  5. Então amiga, você já identificou o problema: o moço.Então conversa de novo com ele, mas agora expõe o que você disse aqui, que não quer casar com ele se comportando assim e que você está pensando em terminar tudo caso continue o fato. Olha eu tinha um noivo também cuja mãe era completamente dependente dele , só que pior, no lado emocional que é mais difícil de controlar. Acabei perdendo meu amado pra ela , mas hoje vejo que foi melhor; minha vida com ele, que não estava fácil, ia ser um inferno e eu sofreria muito mais pois talvez não tivesse coragem de terminar tudo.O seu caso é um pouco parecido e,no meu ver você tem duas opções: Ou você acaba não se importando com isso mais, estabelecendo que sua vida com ele será assim, ou você toma atitude agora e sofre antes para não ser pior depois. A escolha é sua.

    1. Essa é a segunda vez que escrevo um causo. 1 ano se passou e percebi que continuamos na mesma. É triste!
      Lembro que minha irmã brigou muito, (ameaçou colocar fogo na casa kk) mas o meu cunhado realmente mudou. Hoje ele diz que se tivesse continuado a ajudar a parentada, não teria construído nada.

  6. Quase Noiva, não quero ser pessimista, mas provavelmente, isso nunca vai mudar.
    Vivi uma história bem parecida com a sua, mas, no meu caso, a “explorada” era minha mãe. Demorei a ver que minha mãe era a culpada de tudo, cassei com confusão com os “exploradores”. Sabe o que aconteceu? Minha mãe ficou com raiva de mim, porque eu era egoísta, foi muito desgaste emocional. E hoje, melhorou muito, mas não sei se valeu a minha saúde mental.

    Se eu tivesse percebido logo que o problema era minha mãe, tinha me poupado muita dor de cabeça e desgaste.

    Nuncaaaaa mais passarei por isso na vida. As vezes, tenho uma recaída e a ajudo financeiramente, só para depois morrer de raiva de novo. Se meu marido fosse assim, eu já tinha corrido pras montanhas.

    Pense bem antes de dar continuidade nesse casamento, esse comportamento não vai mudar. Ele concorda com você igual a minha mãe concordava comigo, mas, depois de muito tempo, percebi que era só uma forma de me fazer parar de pegar no pé dela, nunca teve a intenção de mudar o comportamento. Meu problema resolveu porque eu separei a minha vida financeira da minha mãe, mas, veja bem, isso é impossível em um casamento (ao meu ver, ainda que se case com separação de bens).

    Esse negócio de marido grudado na família é um saco.

    1. Charlotte, obrigada pelo comentário.
      Que situação a sua. Não é fácil. Acredito que pior ainda num casamento.
      Parece que estou vivendo a história da minha mãe e da minha irmã. Minha mãe não conseguiu convencer o meu pai. Hoje ele se culpa por ter ajudado irmãos e sobrinhas. Diz que se arrepende profundamente disso. Atualmente, elas nem ligam para saber como ele está. Infelizmente, ele percebeu isso após algumas décadas.
      O pior é que esse tipo de homem um dia acaba caindo na real. Mas eu não estou disposta a esperar tantos anos.
      Homem grudado feito um carrapato na família é um saco. Atraso de vida.

  7. Eu tbm acho que o moço, com seus 35 anos, não vai mudar. É oq é. Agora, se um dia vcs casassem, vc trabalha?
    Pergunto isso pq se eu não trabalhasse, fosse ter a vida de dondoca, quem vai patrocinar é ele, não vejo problema nenhum. Ele faz com o dinheiro o que quer, desde que não falte nada em casa e banque a vida boa.
    Porém, se eu trabalhar e me deparar com essa situação, aí é deprimente. Se esforçar tanto e o cara fica dando dinheiro pra família que não é necessitada.
    Boa sorte..

    1. Sim. Com certeza. Eu me esforço p guardar dinheiro. Penso muito no nosso futuro. Sempre peço que ele guarde o seu dinheiro. Mas eu não vejo ação. Ele apenas balança a cabeça e diz que está fazendo. Oq que eu o vejo mesmo fazer é dar dinheiro p a parentada folgada.

  8. Ué, se ele sente tanto prazer em sustentar os outros, seja princesa e deixe-o pagar as coisas para você também.
    Veja, Quase Noiva, trabalhe, tenha seu dinheiro, porque se um dia você quiser se separar, poderá ir embora sem pensar duas vezes (tá cheio de mulher casada que só não separa porque não tem onde cair morta, não faça isso!).
    Mas comece comendo pelas beiradas. Saia com frequência para jantar, passear, e ele que pague tudo! Você é a companheira linda, doce, divertida e inteligente. Que compensa todos os gastos. Daí fiquem noivos, planeje o casamento, a casa de vocês, e ele vai pagando.
    Se ele der conta de pagar uma vida super confortável para vocês e continuar bancando a parentaiada, que bom pra ele!
    Agora se ele demonstra que não quer investir em você, por que você vai insistir nele?

  9. Bom, tem o conselho bom, o conselho certo e o meu conselho: gaste mais do que a família dele inteira. Comprometa o salário dele de forma que ele não consiga bancar a família. Não digo isso no sentido de vc pegar o cartão dele e gastar com bobagens, mas de fazer ele comprar um terreno, construir depressa, trocar o seu carro, reformar a casa, viajar pra fora do país, coisas assim, que possam servir de investimento e que, se a coisa apertar de verdade, vcs consigam vender sem ter um prejuízo, como seria o terreno ou uma casa… Quando for mobiliar, não economize, e assim por diante, guarde o seu dinheirinho na poupança para quando vcs precisarem (vocês, isso não inclui os parentes de nenhum dos dois), quando não houver mais a possibilidade de gastar com esse tipo de coisa, façam cursos, comprem obras de arte, invistam em seja lá o que for, mas que sejam coisas que vcs possam vender depois caso precisem muito. Eu faria isso, nem sempre a gente consegue cortar as asinhas da parentada, então é mais fácil agir dessa maneira pra “obrigar” a parar com as regalias, ele até vai aprender a se controlar melhor.

    1. Indiretamente, fiz isso. Marquei uma viagem para Europa e disse: vamos pagar x por mês de passagens e x por mês para comprar euros…

      Só nisso, já quebrei as pernas da velha…rs

      1. Kkkkkk darei uma última cartada com ele. Vou seguir a dica da Matutina.
        Se nada ser certo, ao menos eu tenho o meu emprego. Bom, a escolha será dele.
        Quem sabe eu não encontre uma pessoa que de fato queira construir uma família comigo.

        Meninas, obrigada por todos os comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s